Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

5 dicas para instalação fotovoltaica

Você sabia que fazer uma instalação fotovoltaica não é uma tarefa difícil? 

Porém, seguir os procedimentos adequados para que a instalação elétrica seja segura é fundamental.

Atualmente, o sistema de energia solar está em expansão no Brasil. E a tendência é que isso continue a acontecer, principalmente pela escassez de chuva, tornando mais cara a produção de energia em hidrelétricas e, consequentemente, aumentando a conta de luz dos brasileiros.

Para aprender o passo a passo da instalação de energia solar, de modo a baratear os seus custos, continue esta leitura e aprenda as 5 melhores dicas para instalação fotovoltaica.

Tipos de sistema de geração de energia fotovoltaica

Tipos de instalação fotovoltaica

Antes de ensinarmos como instalar energia solar residencial, precisamos lembrar que existem diferentes tipos de sistema de geração de energia fotovoltaica.

Geralmente, os sistemas são escolhidos conforme a modalidade regulatória ou o porte de energia.

A princípio, o sistema de geração de energia solar On Grid (na rede) trabalha no estilo compensação de crédito

Ou seja, o sistema gerador presente na residência é ligado à rede distribuidora local. Quando há superavit energético, ele é mandado a rede pública. Já quando a residência necessita de energia, a noite ou em dias de pouco sol, acontece o inverso, com a distribuidora enviando eletricidade para a casa.

Isso ocorre através da instalação de geradores de pequeno porte e evita perdas de distribuição de energia.

O sistema Off Grid é composto de baterias, um gerador e um condicionador de potência. Esse tipo de energia é autossuficiente e a parte excedente de energia gerada é mantida no próprio sistema.

A Usina Fotovoltaica é focada na comercialização de energia pelo alto volume gerado. As maiores do Brasil são a Usina Solar São Gonçalo que produz 475 MW e a Usina Solar Pirapora, responsável por 321 MW.

Também existem outros tipos de sistema de placa fotovoltaica, mas ainda não são o foco do Brasil, como o Sistema Híbrido e a Ufsina Heliotérmica.

Diferenças entre sistema solar on grid e off grid

Sistema fotovoltaico off grid e on grid

Para fazer a instalação fotovoltaica residencial, é importante conhecer as diferenças do sistema on grid e off grid para, então, descobrir qual vale mais a pena em seu caso.

Em suma, o sistema off grid funciona de forma independente, enquanto o on grid se conecta a uma rede pública de energia.

Quando é produzida energia excedente no modelo on grid, ela é transformada em crédito e pode ser utilizada em até cinco anos. Já quando a produção é escassa, a rede pública cede a energia restante. 

Isso é bastante útil para imóveis pertencentes à rede urbana. Mas quando falamos de lugares mais isolados e sem a possibilidade de conexão com a rede pública de energia, o sistema off grid vale mais a pena.

As vantagens do sistema on grid são:

  • Economia na conta de luz e aumento de eficiência energética;
  • Instalação elétrica mais barata por não utilizar baterias.

Já as vantagens do off grid são:

  • Independência da rede pública;
  • Possui sistema próprio de armazenamento.

5 dicas para instalar um sistema de energia solar

Agora, confira as 5 dicas sobre como instalar energia solar residencial.

1- Dimensionamento do sistema fotovoltaico

Dimensionamento do sistema fotovoltaico

Um dos primeiros pontos de atenção é fazer corretamente o dimensionamento do sistema fotovoltaico.

Basicamente, você deve analisar e definir o local de instalação do sistema considerando fatores como o potencial de insolação. 

Também é importante decidir qual será o painel fotovoltaico utilizado e garantir que os módulos tenham uma inclinação mínima de 5°.

Outra etapa é a avaliação do consumo médio desejado, identificar quais serão os equipamentos necessários e, a partir disso, dimensionar melhor o tamanho do sistema.

Ainda, há outros fatores como o preço da energia na cidade, a incidência solar na região e o espaço disponível.

2- Inspeção técnica do sistema fotovoltaico

O momento de inspeção técnica é muito importante para saber como instalar energia solar residencial.

Essa inspeção irá fornecer dados essenciais para o funcionamento do sistema, dentre eles:

  • O tipo de ligação elétrica da casa;
  • O cálculo de dimensionamento fotovoltaico feito;
  • A incidência de sombras sobre a área de instalação;
  • O nível de incidência solar no telhado;
  • A viabilidade de instalação do inversor de frequência;
  • As condições de fixação dos módulos no telhado.

3- Posicionamento do painel solar

A terceira dica é posicionar a placa solar corretamente. E isso vai depender do lugar em que você mora. 

No Brasil, é importante deixar os painéis solares voltados para o norte. Como o país fica no hemisfério sul, a luz do sol sofre uma inclinação ao longo do dia na direção norte e, consequentemente, a placa solar deve seguir essa tendência.

Como os painéis costumam ser posicionados no telhado, você deve ficar atento se não há sombras influenciando a passagem de luz para, assim, garantir uma melhor eficiência energética.

Se você tem um projeto de energia solar residencial e a sua casa não tem telhado voltado para o norte, não se preocupe, pois, as faces voltadas nordeste, noroeste, leste ou oeste têm perdas de, no máximo, 20% de eficiência, ainda podendo ser utilizadas sem grandes problemas.

4- Análise de sombreamento

Para aprender como montar um sistema de energia solar on grid ou off grid, a fase de análise de sombreamento tem uma grande importância.

Esse sombreamento é basicamente a sombra que certos objetos podem causar e prejudicar a passagem de luz. Geralmente, isso ocorre pela presença de prédios e árvores, mas é preciso analisar a área de instalação do painel solar para identificar todos os possíveis causadores de sombra.

A consequência de presença de sombra é a ineficiência parcial do painel solar. Além de não gerar a produção esperada, o sombreamento também faz com que as células fotovoltaicas fiquem desgastadas. 

Assim, o calor recebido é distribuído na parte do painel com sombra e o investimento solar é perdido.

Para garantir que esse problema não ocorra, sugiro que você utilize um software especializado em projeto de energia solar residencial. 

Dessa maneira, ele conseguirá identificar os objetos da área que podem causar perda de eficiência energética, de quanto seria essa perda e se ainda valeria a pena instalar o painel solar nesta área.

5- Definição de placas solares

Para escolher a placa solar ideal, fique atento a algumas características do produto.

Primeiramente, informe-se sobre a eficiência do painel solar conforme a sua potência por consumo

Também avalie se o fabricante produz produtos de qualidade e qual é a garantia da placa solar.

Além da qualidade do fornecedor, sugiro que você também avalie o coeficiente de temperatura do painel e a qualidade da moldura de alumínio

Vale destacar que o coeficiente de temperatura influencia diretamente no bom funcionamento do sistema de energia. Afinal, o silício é utilizado para fazer a célula solar e que, por sua vez, é um semicondutor.

Caso não saiba, semicondutores perdem eficiência na presença de calor. Assim, é recomendado utilizar painéis fotovoltaicos com um coeficiente de temperatura reduzido.

Por fim, é claro, analise o preço oferecido para encontrar o painel solar com melhor custo-benefício. 

Funcionamento da string box

Caixa de sobrepor Famatel 3908-T

Quando falamos em geração de energia, não podemos ser negligentes com a segurança do sistema que estamos implementando.

Nesse contexto, a string box é exatamente o equipamento que protege a corrente contínua da placa solar conectada entre o inversor e os módulos fotovoltaicos.

Esse equipamento impede consequências mais graves em caso de acidentes elétricos, protegendo a produção de energia. Ele funciona através de uma conexão direta com os cabos solares que se ligam aos módulos fotovoltaicos.

Além disso, a norma NBR 16690 orienta que a instalação elétrica de um painel solar seja segura.

Em resumo, adquira uma string box para seguir a norma e garantir que o seu sistema elétrico seja seguro. 

Para isso, conheça a string box da Famatel Brasil para o seu painel solar.

Conclusão

Para fazer a instalação de placa solar correta, você deve ter atenção a vários fatores que farão toda a diferença para o sucesso do seu projeto.

Isso inclui dimensionar o sistema fotovoltaico, fazer a inspeção técnica, analisar o sombreamento do local, posicionar corretamente o painel solar e, é claro, adquirir uma string box para garantir que todo o processo de geração de energia será seguro.

Por fim, siga as nossas dicas e consiga uma instalação de placa solar perfeita!

Gostou desse artigo? Deixe seu e-mail para receber nossa newsletter.

COMPARTILHE ESTE ARTIGO

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin