Eletrificação rural: o que você deve se atentar durante a implantação da rede elétrica

Eletrificação rural - o que se atentar ao fazer uma instalação elétrica

Inscreva-se em nosso blog!
Fique por dentro de todas as novidades

Área rural ou zona rural é uma área geográfica localizada fora das cidades, ou seja, tudo o que não é urbano é considerado rural, independente de ser relacionado ao agronegócio ou não.

Devido ao fato da eletrificação rural ser deficitária em muitas cidades interioranas, há algumas estratégias que você, enquanto morador agrário, deve se atentar durante a implantação da rede elétrica.

Quem paga pela extensão de rede elétrica rural? Como fazer um padrão de entrada de energia?

Para responder essas e outras perguntas, confira o texto a seguir!

Conceito e preço da energia elétrica rural

O que fazer quando a distância entre o padrão de entrada e a rede de distribuição for acima de 30 metros (1)

A energia elétrica rural é disponibilizada para consumidores relacionados às atividades de pecuária ou agricultura.

Contudo, vale ressaltar que, segundo a Resolução Normativa ANEEL n. 414, de 9 de setembro de 2010, você deve ser um produtor para garantir o direito à eletrificação rural

Neste caso, para comprovar tal situação, é necessário apresentar o Registro de Produtor Rural.

Como dito anteriormente, o agronegócio brasileiro possui grande relevância para o PIB do país. Dessa forma, a energia rural é mais barata do que a urbana devido a uma série de incentivos fiscais.

A título de curiosidade, a holding EDP Brasil garante aproximadamente 12% de desconto na tarifa de energia elétrica de baixa tensão B2 – RURAL. Além disso, o ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços) também é cobrado em menor preço para produtores agrícolas.

Claro que a eletrificação rural também sofre com os reajustes na conta de luz, assim como cortes de benesses. Em 2021, houve o corte do subsídio rural, sendo que a perspectiva é zerar o desconto até 2023.

O que fazer quando a distância entre o padrão de entrada e a rede de distribuição for acima de 30 metros?

Acesso a energia elétrica zona rural

O que geralmente acontece em ambientes rurais é que muitos produtores rurais não conseguem fazer a instalação do padrão de entrada justamente pela casa estar muito distante da rede.

Nessa situação, qual seria a melhor solução para garantir a eletrificação rural na propriedade?

Segundo especialistas em energia rural, a melhor opção para adequar o padrão de entrada à rede de distribuição é construir um pequeno cômodo na entrada do lote.

Assim, a concessionária de energia elétrica da região será obrigada a atendê-lo, salvo a distância de 30 m entre o padrão de entrada e a rede de distribuição, medido do poste até o local de construção do padrão.

Após instalado o padrão, a distribuição de cabos no interior da fazenda fica por conta do proprietário, sendo ele o responsável pela eletrificação rural interna.

Vale destacar que o cálculo da metragem é realizado a partir da rede baixa, e não do transformador, já que, por padrão, a distância entre o transformador e o medidor é de até 400 metros.

Distribuição elétrica no campo

Inicialmente, a eletrificação rural não é muito diferente energia elétrica urbana. A energia elétrica parte da usina hidrelétrica, vai para uma subestação elevadora (SE) de tensão e, logo após, para uma subestação Abaixadora (SA) de tensão. 

A seguir, a linha de transmissão chega a um transformador da propriedade, cujo objetivo é transformar a energia de alta tensão em baixa tensão, permitindo, assim, o seu uso na fazenda.

Mas, antes que esse processo seja totalmente realizado, existe a necessidade de calcular as cargas para a alimentação futura dos equipamentos elétricos

A título de curiosidade, esse cálculo é feito a partir a potência em watts (W), por exemplo, iluminação, tomadas, chuveiro, máquinas, equipamentos e motores.

Após definidas as cargas, faz-se a avaliação de quantas horas cada item da lista estará em funcionamento durante o dia para, então, proceder à distribuição de uso.

A demanda total de cargas residenciais, por exemplo, é calculada pela divisão da demanda em W por 1.000. Logo após, o seu resultado é convertido para kVA.

Painéis elétricos industriais, modelos, características e aplicações

Depois de obter todos os dados do projeto elétrico, deve-se escolher quais serão os materiais utilizados na implantação da rede interna, assim como a sequência de montagem.

Dentre os principais materiais, podemos citar o poste de madeira, poste de conserto, fixação dos postes, estaiamento, instalação econômica de isoladores, emenda de condutores e vãos da rede.

Estabelecido todos os detalhes da eletrificação, fica a cargo do proprietário construir um padrão de entrada para, logo após, a concessionária de energia elétrica da região realizar a ligação na fazenda.

Famatel e o agronegócio

Os componentes elétricos produzidos pela Famatel podem ser aplicados em diversos segmentos do agronegócio. Devido ao grau de proteção IP65 da linha MAGNA e as tomadas SPEED PRO com grau de proteção IP67, os componentes podem ser aplicados em ambientes internos ou externos.

Fabricados em ABS e PA6 os componentes contam com grau de resistência a impacto IK08, o que permite a utilização em diversos ambientes com exposição a ação do tempo.

Conheça a linha de produtos industriais da Famatel disponíveis no Brasil.

Eletrificação rural - plantação de cana

Montagem de sistemas com a caixa MAGNA Famatel:

Ideal para instalação segura de sistemas controles, bombas de água e disjuntores. 

A linha MAGNA permite aplicação em ambiente interno e externo (IP65). Fabricada em ABS ou PA6 (Modelo ref.item 39.169) conta com: medidas de até 1.000m x 750mm, placa galvanizada para fixação de componentes, tampões para garantia de grau IP e anel de borracha interno para vedação.

A linha MAGNA pode ser aplicada em granjas e plantações, em ambientes internos ou externos.

Caixa para painel de comando

Aplicação das tomadas SPEED PRO Famatel:

As tomadas SPEED PRO podem ser encontradas com grau IP44 ou IP67, ambas com grau IK08

Os modelos IP67 podem ser utilizadas para montagem de sistemas de iluminação que ficam expostos ao tempo, por exemplo. Encontre o modelo ideal para sua necessidade.

Tomada Industrial 23200

Você encontra também modelos exclusivos para aplicação em frigorífugos com posição de pino terra em 3H. Conheça os modelos com tomadas de bloqueio mecânico.

Tomada de bloqueio mecanico de sobrepor horizontal

Construção de cômodo unitário

A construção de cômodo unitário vem antes da instalação do padrão de entrada, justamente pela concessionária de energia elétrica não realizar a instalação do padrão de entrada em casas muito distantes da rede baixa.

Dessa forma, o cômodo precisa ter, no máximo, 2 x 2 metros, sendo somente um amparo legal para a concessionária vir até a propriedade e realizar a ligação do padrão.

Padrão de entrada

O poste padrão de entrada de energia é um kit de equipamentos formado por sistema de aterramento, caixa de medição, disjuntores, condutores, entre outros acessórios cruciais para a sua ligação.

Antes de tudo, ressaltamos haver vários critérios a serem seguidos na escolha do poste, sejam eles:

  • Tensão: basicamente, escolher entre sistema monofásico (110v), bifásico (220v) ou trifásico (380v). Assim como nas grandes metrópoles, o sistema bifásico é o preferível em eletrificação rural;
  • Carga: como dito anteriormente, você pode escolher B1 ou B2, sendo que a primeira é para carga de até 18 kW e a segunda para cargas de até 25 kW;
  • Quantidade de relógios: o número de relógios é diretamente proporcional ao número de casas no terreno. Para 1 casa, 1 relógio, para 2 casa, 2 relógios, e assim por diante;
  • Local da instalação: geralmente, o poste padrão será frontal ou lateral à calçada, dependendo do estilo do projeto. Seja qual for a posição, é imprescindível que o mesmo esteja posicionado de modo a permitir o acesso dos funcionários para fazer a medição do relógio.

Vale destacar que, caso haja alguma irregularidade na montagem do poste padrão, a concessionária não irá realizar sua ligação.

Portanto, fique atento a todos os passos descritos e evite problemas durante a fase de ligação do poste.

Extensão de rede

Para realizar a construção de uma extensão de rede é imprescindível seguir alguns critérios técnicos.

Primeiramente (e mais importante), a distância entre o padrão de entrada e a rede de distribuição deve ser superior a 30 metros. Além disso, deve-se considerar fatores como:

  • Local de atendimento (endereço e referências de localização);
  • Carga a ser ligada;
  • Distância aproximada da rede de distribuição;
  • Se o local se encontra em área de preservação ambiental e, simultaneamente, a relação de beneficiários da ligação;
  • Projeto com a planta baixa do serviço pretendido + documentações de responsabilidade técnica, para ser realizada uma aprovação prévia junto a companhia energética antes da execução.

Especificamente sobre prazos, a ANEEL estipula regras para ligação comum ou com extensão de rede.

Após a aprovação das instalações, a distribuidora dever seguir tais prazos para realizar a ligação:

  • 5 dias úteis para unidade consumidora de baixa tensão localizada em área rural;
  • 7 dias úteis para unidade consumidora de alta tensão (alguns condomínios, por exemplo).

Caso seja necessária reforma, ampliação ou construção de rede de distribuição para realizar a ligação da unidade consumidora, a distribuidora tem até 30 dias, contados do pedido de ligação, para elaborar um projeto com orçamento e informar ao consumidor o prazo para conclusão das obras:

  • 60 dias para obras em área de baixa tensão;
  • 120 dias para obras de até 1 km na rede aérea de alta tensão;
  • Outro prazo para obras que não se enquadrem nas especificações acima.

Conclusão

Neste texto, vimos a importância da eletrificação rural, como fazer uma distribuição elétrica no campo e critérios para instalar uma rede elétrica rural.

Para realizar uma eletrificação rural de qualidade é crucial ter cautela para instalar a cerca elétrica, utilizar eletrodutos rígido de PVC na obra e investir no LED para distribuir a iluminação pela propriedade.

Além disso, é claro, estruturar a rede elétrica de maneira subterrânea, evitando, assim, acidentes elétricos.

Inscreva-se em nosso blog!
Fique por dentro de todas as novidades

Mais artigos do blog Famatel

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.