Principais tipos de disjuntores e suas aplicações

Principais disjuntores blog Famatel

Inscreva-se em nosso blog!
Fique por dentro de todas as novidades

Todos os Disjuntores tem sua própria característica, como resistência, tipo de disparo e corrente elétrica.

Os disjuntores são essenciais em construções, sejam elas residenciais, comerciais ou industriais.

O motivo é que eles garantem a segurança das instalações elétricas do determinado local, de modo a evitar maiores problemas estruturais e de segurança.

Por isso, conhecer os tipos de disjuntores e para que eles servem é fundamental para entender qual disjuntor é mais adequado para a sua demanda.

Desejo a você uma boa leitura!

Leia também: Guia completo: Manutenção de painéis elétricos industriais

Capa do Blog Post Famatel "Guia completo manutenção de painel elétrico industrial"

O que é um disjuntor?

Um disjuntor é um dispositivo que tem como função a proteção das instalações elétricas do imóvel.

Ou seja, ele permite ou não a entrega da corrente elétrica de uma determinada instalação. Nos casos em que ela pode danificar algum equipamento ou o circuito inteiro, ele a interrompe. Atualmente os disjuntores são instalados visando separar a rede elétrica de tomadas, lâmpadas e outros aparelhos e cômodos de uma casa, por exemplo.

Com isso, ele pode desativar a transmissão de energia quando ela apresentar risco de curto-circuito ou sobrecarga, por exemplo.

O disjuntor precisa ser escolhido conforme a necessidade de cada ambiente e as redes que serão conectadas nele.

Qual a importância do disjuntor na indústria?

Nas indústrias, o disjuntor é importante, pois protege toda a rede elétrica, o próprio imóvel e a segurança de quem estiver nele.

Uma instalação mal-feita, como a não instalação deles, pode causar grandes danos ao imóvel, como incêndios em grandes proporções.

Esses incêndios podem representar uma grande perda para as empresas, visto que afetam tanto sua estrutura e parte financeira, quanto a saúde e integridade de seus colaboradores.

Afinal, a falha elétrica pode ocorrer durante o expediente e colocar em risco a vida de todos que ali estão.

Sendo assim, o disjuntor mantém a segurança dos trabalhadores da indústria e do patrimônio da companhia.

É importante ressaltar que ele precisa ser instalado sempre respeitando a segurança do ambiente, corrente elétrica em que será instalado e as normas de segurança.

Disjuntores sendo instalados
Disjuntor sendo instalado

Quais são os tipos de disjuntores?

Como já falamos, existem uma variedade de tipos de disjuntores no mercado, que se diferenciam pela quantidade de polos, curvas apresentadas e formas de disparo.

Para analisar o melhor para o seu projeto, lembre-se que o setor industrial utiliza disjuntores mais potentes e devem suportar uma grande carga elétrica.

 Abaixo, apresentaremos os principais e suas respectivas funções e indicações. 

Diferença de disjuntores pela quantidade de polos

Monopolares

O disjuntor monopolar, também chamado unipolar ou monofásico, é usado para os circuitos de iluminação e das tomadas alimentadas com a fase e neutro.

Ou seja, ele tem apenas um polo, que é onde liga e desliga a fase, como acontece com lâmpadas e tomadas simples, em que basta retirar o equipamento da tomada para desligá-lo.

Vale destacar que o monopolar serve tanto para voltagens de 127V ou 220V, sendo comumente encontradas nas residências em geral.

Bipolares

Já os disjuntores bipolares, como o próprio nome sugere, tem dois polos. Dessa forma, sua potência é maior que o anterior, por isso é indicado para circuitos bifásicos, que precisam de maior potência.

De maneira geral, eles podem ser instalados em chuveiros, torneiras elétricas e equipamentos que necessitam de maior potência energética.

Eles protegem os equipamentos e que o circuito elétrico seja sobrecarregado com a corrente de energia.

Tripolares

Por fim, o último tipo de disjuntor do grupo de seus polos é o tripolar. Como o próprio nome indica, ele possui três polos e é o mais potente dos três.

Por ser de maior potência ele é indicado para circuitos com motores elétricos trifásicos e exigem maior potência energética.

Disjuntores
Disjuntores

Tipos de disjuntores pelas curvas apresentadas

A curva do disjuntor é o que define o que será feito com as cargas elétricas ligadas ao equipamento.

Elas podem ser B, C ou D, mas há equipamentos que possuem mais sensíveis, que aqui não serão mencionados.

Os disjuntores de curva B precisam ter corrente elétrica de 3 a 5 vezes maior do que a corrente nominal, dessa forma seu funcionamento é garantido.

Por exemplo, caso o disjuntor de curva B seja de 10 amperes, ele irá operar quando a corrente a ele ligada chegar entre 30 a 50 amperes.

Por outro lado, os disjuntores de curva C operam em correntes elétricas de 5 a 10 vezes maior que a sua nominal.

Por sua vez, os disjuntores de curva D, necessitam de corrente de 10 a 20 vezes maior que a sua nominal.

Diferença dos disjuntores por suas formas de disparo

A última diferenciação dos disjuntores se dá pela forma de disparo usada para proteger todo o circuito elétrico.

Disjuntores térmicos

O primeiro tipo de disjuntor é aquele que usa o disparador térmico para proteção da rede elétrica. Dessa forma, quando a estrutura aquece de forma excessiva, o equipamento usa uma lâmina bimetálica para desativar o circuito.

Com isso, é usado o efeito térmico: a estrutura excessivamente quente e a lâmina bimetálica fria fazem com que o circuito seja parado e a rede protegida.

Disjuntores magnéticos

O segundo modelo de disjuntor pela forma de disparo é o magnético. Ele é ativado quando a corrente elétrica excessiva caminha por uma bobina elétrica, então, o campo magnético dispara um pistão metálico que desarma o disjuntor.

Disjuntores termomagnéticos

O último tipo de disjuntor é o termomagnético. Ele une as duas modalidades anteriormente apresentadas: o disparo térmico e o disparo magnético.

Com isso, esse é o modelo considerado mais seguro e completo para as instalações elétricas, que funcionam conjuntamente para a segurança de todo o circuito.

O melhor tipo de disjuntor, porém, dependerá de onde será instalado, a carga recebida e outros fatores. Um eletricista é o profissional que pode te ajudar nessa decisão.

Homem fazendo a manutenção em disjuntores
Manutenção disjuntor

Qual o painel de disjuntores ideal para sua instalação

Agora que você sabe as categorias de disjuntores disponíveis, você precisa saber onde armazenar adequadamente para garantir a segurança da sua instalação elétrica.

Para isso, considere três fatores. Localização da instalação, espaço interno do painel de disjuntores e aplicação.

Localização do painel de disjuntores

Onde está localizada a sua instalação, se é um ambiente de interior ou exposto ao tempo. Isso implicará diretamente no grau de resistência a partículas sólidas e líquidas que o painel deve apresentar.

Caixa para disjuntores NUOVA Famatel 36 DIN
Caixa NUOVA 36 DIN

Para um ambiente interno sem umidade como uma sala, quarto. Um modelo com grau IP40 se faz suficiente. Conheça a linha de painéis de disjuntores IP40 da Famatel.

PAINEL DE DISJUNTORES ACQUA PLUS
Caixa ACQUA PLUS

Para ambientes expostos ao tempo, como um quintal, jardim ou área de piscina. É ideal você pensar em um modelo com grau de proteção IP65 para garantir que será resistente a penetração de partículas sólidas e líquidas. Além da resistência a UV, salinidade e oxidação. Conheça a linha de painéis de disjuntores IP65 da Famatel.

Espaço interno do painel de disjuntores

A quantidade de disjuntores dirá qual o tamanho em DIN do painel que você precisa para sua instalação elétrica. Essa informação será obtida através do projeto da sua instalação elétrica.

Não existe um número comum para esta aplicação, você terá que verificar com o seu eletricista.

Painel de disjuntores NUOVA 54 Din
Painel NUOVA 54 Din

Oferecemos modelos de painéis de disjuntores com opções de 2 até 72 DIN, que podem atender a sua necessidade. Conheça a linha NUOVA e a linha ACQUA.

Aplicação do painel de disjuntores

Normalmente em projetos residenciais é comum que os painéis de disjuntores de embutir localizados nas paredes do interior da residência. No entanto, não é estranho encontrar painéis de sobrepor em ambientes externos como jardins ou áreas de piscinas.

Vale lembrar também que na indústria também é muito comum encontrar painéis de disjuntores de sobrepor, devido à possibilidade de alteração do layout da fábrica.

Verifique a necessidade do seu projeto para ter essa resposta.

Gostou do conteúdo?

Neste artigo, você conheceu os tipos de disjuntores e as soluções que a FAMATEL oferece para protegê-los em ambiente externo ou interno.

Afinal, esses componentes além de indispensáveis para o funcionamento dos aparelhos elétricos do seu lar, garantem também a segurança da sua instalação elétrica.

Se você quer saber mais sobre instalações elétricas domésticas ou industriais, como compreender as informações nos projetos, fazer a devida manutenção e os componentes necessários, continue lendo nosso blog.

Desejamos uma boa leitura e agradecemos por chegar até aqui!

Inscreva-se em nosso blog!
Fique por dentro de todas as novidades

Mais artigos do blog Famatel

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.